segunda-feira, 27 de julho de 2015

4. Frase errada: Nunca lhe vi assim se queixando tanto.



4. Frase errada: Nunca lhe vi assim se queixando tanto.
Frase corrigida: Nunca o vi assim, queixando-se tanto.

a) Revisão preliminar

Formas nominais do verbo


As formas nominais do verbo são o gerúndio, infinitivo e particípio.
Não apresentam flexão de tempo e modo, perdendo desta maneira algumas das características principais dos verbos.
Por serem tomadas como nomes (substantivos, adjetivos e advérbios), recebem o nome de formas nominais.
Estas formas se comportam semelhantes a um substantivo, adjetivo ou advérbio.

Infinitivo


O infinitivo indica a ação que é propriamente dita, sem situá-la no tempo, desempenhando uma função semelhante a substantivo.
O infinitivo é o nome do verbo.
Está sempre terminado em "-ar", "-er", "-ir".

Exemplos: Amar, comer, dormir.

O infinitivo pode apresentar algumas vezes flexão em pessoa, constituindo assim duas formas possíveis:

infinitivo pessoal e 
infinitivo impessoal.

É melhor estudarmos agora. (infinitivo pessoal com sujeito nós implícito).
Viver aqui é muito bom. (infinitivo impessoal)

 

Particípio


O particípio indica uma ação já acabada, finalizada, adquirindo uma função parecida com a de um adjetivo ou advérbio.
O particípio passado regular é reconhecido pelos sufixos "-ado","-ido".

Exemplos: acabado, finalizado,

Temos comprado muita comida.

Exceções: ganho, gasto, pago, dito, escrito, feito, visto, posto, aberto, coberto, vindo.

Ele foi preso ontem.

Também existem os particípios na Voz Ativa e na Voz Passiva.

 

Gerúndio


O gerúndio (também chamado de presente perfeito) indica uma ação em andamento, um processo verbal ainda não finalizado.
Pode ser usado em tempos verbais compostos ou sozinho, quando adquire uma função de advérbio: ando, endo, indo, etc.
O verbo no gerúndio é composto pela raiz do verbo + NDO.

Estou finalizando os exemplos deste verbete. (tempo composto)
Fazendo seu trabalho antecipadamente, não terás preocupações. (gerúndio sozinho com função de advérbio).

O gerúndio é reconhecido pelos verbos terminados em -ndo.

Exemplos: subindo, caminhando, gravando, enchendo, perdendo, difundindo, etc.

Particípio presente no português

Em português, o particípio presente (ou ativo) geralmente tem função de adjetivo ou de substantivo.
Usualmente é formado com as terminações -ante, -ente e -inte (pipocante, presidente, constituinte).
No entanto, a maioria dos gramáticos considera que não existe mais particípio presente no português contemporâneo, sendo tais palavras substantivos ou adjetivos, apesar de a formação de derivados com nte ter grande vitalidade, criando palavras tais como "dançante", "cantante", "titubeante", "ziguezagueante", "ululante" e "assinante", entre várias outras.
Outras palavras também terminadas em -nte (amante, cadente, seguinte) são derivadas do particípio presente latino.


2) Correção da frase

A primeira oração apresenta o verbo ver que é transitivo direto, o que nos leva a substituir o lhe por o, visto este pronome e não o anterior serve de objeto direto.
O pronome  lhe pode ser empregado junto a verbos transitivos diretos, quando significa:

dele,
dela,
seu
sua.

Exemplos:

Nunca lhe vi o rosto.
Nunca vi o rosto dela.

A segunda oração deve ser antecedida de vírgula, por se tratar de oração gerundial, ou seja, aquela que tem o verbo no gerúndio, no particípio presente.
Os pronomes oblíquos normalmente são pospostos ao particípio presente.
Devem ser antepostos quando haja, para atraí-los, um:

advérbio,
pronome relativo,
conjunção subordinada,
a preposição em (em se reconhecendo),
pronomes pessoais retos, etc.
Sobre o uso da vírgula, leia este texto:
Parabéns à vírgula

100 anos da vírgula -........ Excelente!!!!

Sobre a Vírgula

Muito bonita a campanha dos 100 anos da ABI (Associação Brasileira de Imprensa).

Vírgula pode ser uma pausa... ou não.

Não, espere.

Não espere..

Ela pode sumir com seu dinheiro.

23,4.

2,34.

Pode criar heróis..

Isso só, ele resolve.

Isso só ele resolve.

Ela pode ser a solução.

Vamos perder, nada foi resolvido.

Vamos perder nada, foi resolvido.

A vírgula muda uma opinião.

Não queremos saber.

Não, queremos saber.

A vírgula pode condenar ou salvar.

Não tenha clemência!

Não, tenha clemência!

Uma vírgula muda tudo.

ABI: 100 anos lutando para que ninguém mude uma vírgula da sua informação.

Detalhes Adicionais:

COLOQUE UMA VÍRGULA NA SEGUINTE FRASE:

SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.

Se você for mulher, certamente colocou a vírgula depois de MULHER...

Se você for homem, colocou a vírgula depois de TEM...

Parabéns à vírgula 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estudando a Língua Portuguesa

Maiores Dificuldades da Língua Portuguesa